Eventos
19 Fevereiro 2010
A AVENTURA no Rally Histórico Luso-Bussaco

Desta vez a História pode ser contada de variadas formas……Chamemos-lhe um conto ou um sonho…. Uma aventura ou uma loucura….. uma actividade ou mais uma continuidade….Enfim consideremos que o Rally Histórico Luso – Bussaco foi uma gratificante prova que deu a provar os sabores da verdadeira prova de regularidade… Uma aventura cronometrada, algures na maravilha que é o Bussaco….

Semanas intensas de “discussão”, transformaram aquilo que estava no papel, numa louca e contornada prova que colocou à prova a genica manual de pilotos e navegadores…

Luso…….Cenário principal…. Limite de 30 veículos que num abre e fecha de dias, rapidamente atingiu os 38 bólides… uma autentica manifestação imperativa daquilo que poderemos chamar de “ gula clássica”…. As idades faziam-se diluir entre os participantes que, de norte a sul do país fizeram de íman o evento do Clube LusoClássicos. Nove horas da manhã e já se sentia o diálogo automóvel… Verdadeiras máquinas clássicas criavam uma camada de brilho, glamour e beleza na Avenida Principal de Luso…. Verificações feitas e briefing digerido e……..10h, tic tac tic tac tic tac tic tac…. Carocha de 1956 a saltar as garras nas artérias da Vila… o rasto era tão intenso que no minuto seguinte a ditadura e o regime foram impostos por um memorável Willys dos anos 60. A partir daí a disputa era levada ao minuto, ao segundo, às coordenadas e a tudo o que de resto fosse válido para alcançar o destino. Um leque variado de clássicos, “comeu” aquilo que os outros iam deixando.  Não havia local que não despertasse o olhar atento do público. (amigos leiam rápido)….Eram Porsches, eram Mercedes, saíam Minis, corriam Triumph’s, desapareciam MG’s, aparecia a organização, desaparecia o Mazda, falhava a terceira até queeeeeeeeee…..subitamente no horizonte a beleza era garantida com duas equipas femininas que deixaram alguns adversários a fazerem contas de cabeça milimétricas…….Um momento elegante que fez a diferença em alguns pontos. Os pormenores faziam a diferença e a vontade de alcançar o ponto de contagem ao minuto preciso era verdadeiramente levado ao limite.  O Porsche que contorna o Triumph, o 2002 que diz “olá” sempre que passa, o Opel Kadett que rompe as ruas de uma forma avassaladora, o Cortina GT que espalha a magia dos anos 70 e a adrenalina transpirante de um itinerário que “ era efectivamente uma verdadeira silhueta desportiva”…. Com Arganil à vista, e com as nuvens completamente derrotadas por todo o encanto clássico, os veículos começaram a chegar de uma forma disputada e alucinante. Não havia tempo a perder ….. todos os pontos passados…” A Zero?”, “ao segundo….”, “ao lado…” a fundo…”, uma verdadeira loucura maníaca do acelerador…. Sol na vertical, relógio de prova a bater as 12 badaladas e lá está….Veiculo 01 alinhado na partida para a ultima prova da manhã…. “A Rampa do Mont’Alto”… 3 km de subida onde o controlo e a genica da equipa foi colocada à prova de forma a garantir uma verdadeira subida divertida… 38 veículos na serra e já está…..manhã concluída e o sucesso já se fazia notar nos sorrisos e disparos verbais dos participantes… “maravilhosa prova” Dizia o participante do Trimph TR4 da equipa LKC. “ Bem, este trajecto não tem ponta de sossego…..unico mesmo”……

……..E se de repente dessem 14h e 45minutos? Estava instaurado o caos na serra do Mont’alto… Atropelos e cheiro a gasolina já se faziam sentir…. A 2ª secção começou de uma forma avassaladora…De road-book em mãos, o navegador instaurava a sua doutrina para que piloto conseguisse trocar curva, baixar rotação, aumentar velocidade e……. loucamente…atribuir pontos à sua equipa. Ninguém ficou indiferente a esta loucura de sobe e desce que, naturalmente encheram Arganil de vida. A prova decorria com pura adrenalina. Entre contagens e ligações o rigor era levado ao expoente máximo….até que de repente……Meus amigos, a chuva ocupou o território e aumentou o espectáculo…  Tão depressa chegou como de repente desapareceu com medo… Acreditem, a chuva calcou o asfalto e sentiu-se incomodada com tamanha atitude negativa…a melhor opção…essa desapareceu em dois tempos….

A Serra do Bussaco estava completamente carregada de segredos, numa prova que se esperava estimulante… “Subida a fundo seguido de descida lenta e sinuosa”(falavam as árvores entre si para espantar os participantes)…. Entre umas entradas arrepiantes, uns falhanços de cálculos, lá surge o Escort MKI de João Pessoa e Filipe Linda que, de uma forma alucinante, resolveu efectuar a sua própria rota, ficando isolado, num local misterioso e verdadeiramente isolado……… Valeu o espírito de ajuda entre organização…

À hora marcada a chuva caia com medo claro, e a perícia começava a juntar os fãs do costume. Musica montada, Speaker apostos, controladores a rigor, chuva em black-out  e….. máquinas??? Por favor,  elouqueçam este público!!!!!!!!!!!… Inacreditável…. Nem o homem da capa preta  escapou aos comentários. O Obelisco ficou, mais uma vez, cheio de vida.. A chuva deu lugar ao Sol, o vazio deu lugar à dinâmica e os carros deram lugar à lama. Uma exemplar loucura que colocou todos no limite de exaustão.  Carrera atravessado, Opel fulminante, Mini rasgado, Mercedes atrás de Mercedes e…. todo um conjunto sublime que deu vida àquilo que se pretende dar a conhecer. Novos participantes e novas provas ritmadas, colocaram um ponto final nas sucessivas classicficações….Daí até ao final a descida pelo interior da Mata do Bussaco estava já delineada…Paragem???? Essa só para visitar as recentes remodeladas Termas de luso, colocando um burburinho no corpo de alguns participantes….que com a entrega de prémios no Casino de Luso, ficaram calmamente acolhidos.

Houve quem comentasse que este tipo de Rally era bastante diferente e “giro”… Houve quem comentasse que a organização foi exemplar, eficaz e sempre atenta…..houve quem afirmasse que o regresso ao Luso era garantido e houve quem, durante esse tempo todo, estivesse ainda na serra a tentar retirar o Escort que se encontrava “atolado”…. Um verdadeiro espírito de divertimento que deu a este Rally uma referência muito positiva. Afirmaram…..alguém afirmou que já participou em bastantes provas mas com esta qualidade……. Não há memória.

O Clube LusoClássicos agradece a todos os colaboradores e amigos. Num Rally que sempre foi apoiado pelas Caves Messias, Sociedade da Água de Luso, Adega Campolargo, Câmara de Mealhada, Junta Freguesia de Luso, Turismo do Centro, Grande Hotel de Luso e Alegre Hotel, Farmácia Nova e a todos os restantes amantes da tripla que grandiosamente deu vida a este Clube cheio de “AMIGOS”. Gostariamos de agradecer a todos os sócios, amigos e participantes que, pelas nossas iniciativas, fazem um percurso desgastante para passarem dois dias bem passados.

Lista de Participantes RHLB10 (clicar para abrir ficheiro em PDF)

Tempos Prova de Regularidade RHLB10 (clicar para abrir ficheiro em PDF)

Tempos Rampa Montalto RHLB10 (clicar para abrir ficheiro em PDF)

Tempos Prova de Perícia RHLB10 (clicar para abrir ficheiro em PDF)

Há momentos na vida que não se podem perder, são únicos


galeria de imagens
 

#

#

#

#

#

#

#

#

#

#

#

#

#

#

 
01 02 »»

 

Todos os direitos reservados ao Clube LusoClássicos | produção internet: Ventre